13 passos para começar uma redação

Como começar uma redação é, com certeza, uma das maiores dificuldades dos estudantes. Neste artigo você aprenderá 13 passos para começar qualquer texto, inclusive a redação do ENEM!

Escrito por Raquel Lima
Atualizado em 19 de Junho de 2020

Escrever redações é uma das maiores dificuldades de candidatos à concursos e ao ENEM, principal meio de entrada em universidades públicas e privadas do país.

Muitos alunos acreditam que sabem escrever textos por praticarem na escola e acabam não dando a devida atenção à Redação. Porém, na hora da prova, esses mesmos estudantes travam e não sabem por onde começar a escrever.

Por isso, este artigo te ensinará 13 passos para começar a redação do ENEM!

1. Leia atentamente todas as informações

O primeiro passo para começar a redação é ler com muita atenção a frase tema e os textos de apoio. Muitos alunos, ao lerem o tema da redação, se sentem ansiosos e querem logo começar a escrever.

Porém, ler tudo cuidadosamente te ajudará a não correr o risco de tangenciar o tema, perigo que ocorre com frequência entre os participantes do ENEM todos os anos.

O Tangenciamento do Tema é quando o aluno deixa de falar sobre pelo menos um elemento importante da frase tema.

Vamos analisar o tema da redação do ENEM 2019, Democratização do Acesso ao Cinema no Brasil, para entender melhor o tangenciamento. Muitos estudantes tangenciaram o tema por falarem apenas do Cinema no Brasil, sem discutir se esse acesso é democrático para toda a população ou não.

2. Problematize a frase tema

Depois da leitura atenta dos textos motivadores, é hora de fazer perguntas à frase tema. Lembre-se que o tema da redação do ENEM sempre parte de um problema vivido em sociedade.

Por isso, questione: qual é o problema que essa frase sinaliza? porque isso é um problema? como resolvê-lo?

Vamos analisar o tema da redação do ENEM 2018, Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet. O tema sinaliza que existe o problema da fiscalização do comportamento das pessoas na internet e que os resultados dessa observação são usados estrategicamente por empresas. O ato de manipular é um problema, pois os indivíduos oferecem informações para as empresas sem saber que elas monitoram seu comportamento para se beneficiar, o que fere a liberdade individual das pessoas. Para resolver esse problema, pode-se criar leis que exigem transparência das atividades realizadas pelas empresas.

3. Reúna tudo o que lembrar

Existe a possibilidade de que você saiba muitas informações sobre determinado tema, seja por ter praticado ou por fazer parte da sua realidade. Logo, ao fazer os questionamentos do passo anterior, você terá muitas ideias e informações úteis.

Anote todas as informações que vierem a sua mente. Elas serão muito importantes para o passo próximo passo.

Se, ao contrário, você não tiver familiaridade com o tema, não se sinta angustiado. Leia os textos motivadores e reflita quais argumentos e dados você pode tirar deles. Lembre-se que os textos de apoio servem para ativar suas ideias e também como ponto de partida para começar a escrever, ainda que você saiba pouco sobre o assunto. O que você não deve fazer é copiar os textos e sim interpretar as informações!

4. Selecione as melhores informações

Agora é a hora de escolher as melhores citações, dados estatísticos, argumentos e propostas de solução entre as que você lembrou. Muitos candidatos sentem a necessidade de colocar muitas informações para demonstrar que sabem muito sobre o assunto.

Esse caminho, entretanto, pode ser muito perigoso. Lembre-se que você só tem 30 linhas para apresentar seu ponto de vista, defendê-lo com argumentos e elaborar uma proposta para resolver esse problema!

5. Escreva o rascunho!

Muitos são os candidatos que reservam pouco tempo para escrever a redação e começam a produzir o texto na folha oficial por falta de tempo. Isso é muito ruim, porque a chance de você rasurar é muito grande!

Sempre escreva rascunhos, na redação do ENEM e ao elaborar outros textos. O rascunho é o momento de errar, riscar e acertar. Ao escrevê-lo você pode mudar de ideia ou observar se o que você pensou ficou tão claro quanto você achou que ficaria. Escrever é uma prática que exige tempo e prática!

6. Organize seu texto em introdução, desenvolvimento e conclusão

A Redação do ENEM exige que você escreva um texto dissertativo-argumentativo. Isso significa que ele precisa ter introdução, desenvolvimento e conclusão.

Divida com base no passo 2: na introdução escreva qual é o problema da frase-tema. Nos parágrafos de desenvolvimento, reflita a razão desse problema existir ou o motivo dele ser um problema. Por fim, na conclusão, sugira ações para resolver esse problema.

7. Seja objetivo

Como já foi dito, você só tem 30 linhas para apresentar seu ponto de vista, defender suas ideias com argumentos e apresentar uma solução para o problema. Portanto, não enrole!

Já na introdução é importantíssimo que você já diga qual é o seu ponto de vista e cite brevemente seus argumentos. Resuma seu argumento em frases e as escreva nas primeiras linhas dos parágrafos de desenvolvimento e depois desenvolva a ideia. E, por fim, a conclusão é o momento em que você vai retomar rapidamente a situação problema e vai sugerir a proposta de solução completa, com todos os elementos necessários - agente, ação, meio, finalidade e detalhamento de um dos tópicos citados.

8. Deixe claro seu ponto de vista

O texto dissertativo-argumentativo exige que você se posicione diante do problema apresentado e defenda seu posicionamento com argumentos. Logo, assumir um lado na discussão não é opção, é prioridade!

Vamos analisar o tema do ENEM 2017, Desafios para Formação Educacional de Surdos. Neste tema, os pontos de vista possíveis de serem adotados são que a educação dos surdos não é um desafio ou que ela é um desafio que precisa ser superado. Ambas opções precisam de argumentos e soluções diferentes, pois a maneira de olhar para questão é completamente oposta.

Não existe ponto de vista certo para nenhum tema. O importante é que você deixe claro seu ponto de vista nas primeiras frases da sua redação!

9. Cite informações e contextualize

Sua redação ganha muito mais valor quando você faz uso de informações de outras áreas de conhecimento, - também conhecidos como repertório - citações e dados estatísticos.

Lembre-se que a Competência 2 do ENEM exige que você apresente conhecimento de outras áreas. Não deixe de colocar para que seu ponto de vista fique ainda mais forte!

10. Demonstre que você sabe o que está falando

É muito importante que você mostre que domina o assunto discutido. Você pode fazer isso citando argumentos e dados estatísticos - informações que você conseguiu se lembrar ou que foram apresentadas nos textos motivadores.

Seja autêntico e original na escrita do seu texto e não copie informações de outras partes da prova. Ainda que você não domine o tema, pense que você estudou e refletiu sobre a estrutura da redação e que está preparado para escrevê-la, independente do tema.

11. Evite gírias e clichês

As características da linguagem escrita e oral são bem diferentes e é importante saber sobre esse assunto.

Enquanto que na oralidade geralmente a fala mais rápida recebe mais atenção de quem escuta do que a fala pausada, o texto escrito em uma única frase (para imitar a fala sem pausas), que não têm vírgulas e ponto final, muitas vezes gera falta de compreensão de quem está escutando.

O que é muito comum na linguagem oral também são as marcas de oralidade, como “aí” e “né”. Na redação do ENEM é preciso que você escreva um texto formal; logo, marcas de oralidade não são aceitáveis e se você escrevê-las, será penalizado na Competência 1.

12. Atenção aos direitos humanos!

Como já citado neste artigo, a Competência 5 exige que você escreva uma proposta de solução para o problema abordado. Mas atenção: a sugestão para a questão discutida não pode ferir os direitos humanos.

Isso significa que você não pode sugerir como solução a tortura ou a pena de morte, pois esses atos são considerados crimes no Brasil.

Caso você possua dúvidas com relação ao que é permitido na proposta ou não, saiba mais em Declaração Universal dos Direitos Humanos.

13. Estude assuntos da atualidade!

O último passo, mas não menos importante: leia assuntos da atualidade, como notícias, e assista reportagens durante todo o ano, em especial de maio à junho, que é quando o tema da redação do ENEM é escolhido.

Geralmente os textos motivadores são retirados de grandes veículos de notícia, como G1, Folha de São Paulo, etc. Por isso, crie o hábito de ler diariamente portais de notícias e fique atento aos assuntos discutidos, principalmente no contexto brasileiro.

Agora que você já sabe os 13 passos sobre como começar uma redação, que tal colocá-los em prática antes da prova? Cadastre-se em nossa plataforma e aproveite a primeira correção grátis!

Produza a redação perfeita na redação do ENEM

Tenha acesso a nossa plataforma funcional e interativa, com correções detalhadas, precisas e conteúdos práticos para facilitar o aprendizado.