Aumento de ISTs entre os jovens brasileiros
Temas quentes

Aumento de ISTs entre os jovens brasileiros

Usar camisinha é o método mais eficaz para evitar a transmissão das ISTs e outras doenças. Mesmo assim o número de pessoas que a usam diminui cada vez mais.

Aumento de ISTs entre os jovens brasileiros

Escrito por Prof. Raquel Lima

Atualizado em 13 de Novembro de 2022

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Aumento de ISTs entre os jovens brasileiros”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. Não se esqueça: seu texto deve ter mais de 7 (sete) linhas e, no máximo, 30 linhas.

TEXTO 1:

Disponível em: https://jfolharegional.com.br/mostra.asp?noticias=24119&Classe=

TEXTO 2:

Os números alertam: o uso da camisinha entre os jovens no Brasil voltou a cair. Nos últimos anos, o crescimento das doenças sexualmente transmissíveis alcançou níveis preocupantes e revela que a juventude vai na contramão da utilização do preservativo.
Dados recentes do Ministério da Saúde apontam que 40 mil novos casos de doenças sexualmente transmissíveis (DST), como HIV, sífilis e hepatite, são diagnosticados por ano no País. Em fevereiro deste ano, o Ministério da Saúde divulgou que casos de HIV e Aids entre jovens de 15 a 24 anos aumentou 85% nos últimos 10 anos. Em 2016, seis em cada 10 jovens mantiveram relações sexuais sem proteção.

Disponível em: https://emais.estadao.com.br/noticias/comportamento,uso-de-camisinha-entre-os-jovens-cai-e-dsts-preocupam,70002053953

TEXTO 3:

TEXTO 3:

Ironicamente, o cenário atual da epidemia, muito mais animador que 20 anos atrás, está levando a um relaxamento nos cuidados preventivos, sobretudo entre os mais jovens. A Aids não é mais vista como uma doença mortal, não há ídolos, nem nomes conhecidos morrendo pela doença. O doente de Aids ganhou sobrevida e melhor qualidade de vida. No entanto, o que é um alento para aqueles vivendo com HIV-Aids, tornou-se um entrave para a prevenção, já que a doença passou a ser vista como qualquer outra enfermidade crônica.
A coordenadora do coordenadora do Programa Estadual de DST-Aids em São Paulo, Maria Clara Gianna, reconhece que é preciso encontrar outras formas de falar com os jovens, pois eles estão mudando, e a linguagem da prevenção permanece a mesma. "Não estamos sabendo dialogar com eles. As estratégias que ainda utilizamos não acompanharam as mudanças que acontecem nesses grupos. As campanhas de comunicação não podem se restringir a folders e folhetos", diz. Ela defende uma combinação de várias estratégias, como o espaço da escola, a profilaxia pós-exposição (o uso de medicamentos assim que se constata que houve uma relação de risco), além, é claro, do uso do preservativo.

Disponível em: http://www.saude.sp.gov.br/centro-de-referencia-e-treinamento-dstaids-sp/homepage/destaques/adolescentes-e-jovens-desafiam-estatisticas-da-aids (adaptado).

✍️

Partiu praticar?

Receba correções detalhadas em até 24 horas e aprenda a escrever redações sobre qualquer tema.

Apostila Gratuita coRedação

Não perca nada!

Insira seu e-mail no campo abaixo para receber conteúdos e dicas da redação do ENEM direto na sua caixa de mensagens. Não se preocupe, não fazemos spam!

Veja Mais

Fundo Gradiente

Escrever redação não precisa ser complicado

Não seja surpreendido pela sua nota e garanta a aprovação no vestibular neste ano sem perrengue

Footer Logo

coRedação

Plataforma que te ensina a dominar as técnicas da redação do ENEM e chegar mais perto do 1000!

Ícone InstagramÍcone FacebookÍcone Pinterest
Últimos conteúdos

GRQTECH SISTEMAS DE INFORMACAO LTDA 33.841.042/0001-04