Novas alternativas de combate à fome no Brasil

O problema da fome entre os brasileiros é cruel e ainda persiste na sociedade. Por isso, é fundamental pensar em estratégias para lidar com esse fato.

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema ‘‘Novas alternativas de combate à fome no Brasil’’, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. Não se esqueça: seu texto deve ter mais de 7 (sete) linhas e, no máximo, 30 linhas.

TEXTO I

Dados divulgados pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e um grupo de agências da ONU revelam que o combate à fome no Brasil se estagnou. A entidade estima que em 2017 havia “menos de 5,2 milhões” de brasileiros passando fome, uma mudança marginal em comparação aos números que vinham sendo apresentados nos últimos anos. Em 2014, essa
taxa era de “menos de 5,1 milhões”. Dois anos antes, o volume era de 5 milhões. O ponto mais baixo foi atingido em 2010, quando “menos de 4,9 milhões” de brasileiros eram considerados famintos. Os números atuais estão distantes da realidade de 1999, quando 20,9 milhões de brasileiros eram considerados desnutridos. Em 2004, esse volume havia sido reduzido para 12,6 milhões e, em
2007, era de 7,4 milhões.

Disponível em: https://veja.abril.com.br.

TEXTO II

Há políticas públicas comumente utilizadas por governos ou organizações internacionais para o combate à fome, como a distribuição emergencial de recursos, compra de alimentos localmente, capacitação de mão-de-obra e o investimento em capital humano através do incentivo à educação com a distribuição de refeições escolares. Essas são algumas das ações conhecidas por
promoverem desenvolvimento local e incentivarem a distribuição de renda e economia. Contudo, por ser um problema crônico e complexo, a fome não possui uma solução simples ou única. Ela deve ser atacada com um pacote de políticas públicas que atuem em diferentes áreas sociais, estimulando o desenvolvimento econômico, social e até político. Além disso, cada região afetada deve ser estudada cuidadosamente para que se entendam as reais raízes do problema, tendo em vista que a fome tem diferentes causas.

Disponível em: https://www.politize.com.br.

TEXTO III

TEXTO IV

No Brasil, o Programa Bolsa Família surge da unificação de quatro outros programas préexistentes de transferência de renda: Bolsa Escola, Bolsa Alimentação, Auxílio Gás e Cartão Alimentação como estratégia de combate à
desigualdade social, à extrema pobreza e à fome. Nesse contexto, a desnutrição no Brasil está fortemente ligada à baixa renda, o que prejudica o acesso a uma alimentação em quantidade e em qualidade.

Disponível em: http://www.scielo.br.

Escreva a redação com confiança

Tenha acesso a nossa plataforma funcional e interativa, com correções detalhadas, precisas e conteúdos práticos para facilitar o aprendizado.