O desafio na inclusão de alunos com deficiência na educação no Brasil

Alunos com deficiência podem enfrentar mais dificuldade no processo de aprendizado, mas a presença deles é importante para maior valorização da diversidade.

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema ‘‘O desafio na inclusão de alunos com deficiência na educação no Brasil’’, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. Não se esqueça: seu texto deve ter mais de 7 (sete) linhas e, no máximo, 30 linhas.

TEXTO 1:

Disponível em: Censo Escolar (adaptado).

TEXTO 2:

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu em 18 de dezembro de 2020 suspender, por 9 a 2, um decreto presidencial que incentiva a criação de salas e escolas especiais para crianças com deficiências, transtornos globais do desenvolvimento, como o autismo e a superdotação. O decreto é considerado um retrocesso nas políticas de inclusão no país e discriminatório, uma vez que abriria brechas para que as escolas passassem a não aceitar alunos com essas características.

Disponível em: https://politica.estadao.com.br (adaptado)

TEXTO 3:

A Agenda 2030 da ONU promete “não deixar ninguém para trás”, o que pressupõe, dentre outras medidas, assegurar a educação inclusiva para garantir um desenvolvimento equitativo e sustentável. Em relatório lançado em 2018 sobre Desenvolvimento e Desigualdade, a ONU afirmou que as pessoas com deficiência têm menor probabilidade de frequentar a escola e concluir a Educação Fundamental e maior probabilidade de serem analfabetas do que pessoas sem deficiências: 54% das pessoas com deficiência são alfabetizadas comparativamente a 77% das pessoas sem deficiência. Estima-se que, em média, uma em cada três crianças com deficiência no mundo, com idade para a Educação Fundamental, está fora da escola, enquanto esse percentual é de uma em sete para crianças sem deficiência. No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) constatou que há 12,5 milhões de pessoas com deficiência. No entanto, o percentual de alunos e alunas com deficiência matriculados no ensino regular evidencia que a inclusão aumentou. Segundo o Anuário Brasileiro da Educação Básica 2019, a taxa de atendimento passou de 46,8% em 2007 para 85,9% em 2018. A universalização do acesso à Educação Básica para a população de 4 a 17 anos e ao atendimento educacional especializado para as pessoas com deficiência e altas habilidades é uma das metas do Plano Nacional de Educação, que tem vigência até 2024. O direito à educação inclusiva, com atendimento educacional especializado, deve ser ofertado não apenas na rede escolar pública, mas também nas escolas privadas, sem qualquer custo adicional.

Disponível em: https://novaescola.org.br (adaptado).

Não perca nada!

Insira seu e-mail no campo abaixo para receber conteúdos e dicas da redação do ENEM direto na sua caixa de mensagens. Não se preocupe, não fazemos spam!

Conheça o CoRedação

Correções super detalhadas, curso completo, apostila, conteúdos exclusivos e mapas mentais para turbinar seus estudos para a Redação do ENEM 2021.