Desigualdade de oportunidades educacionais no Brasil

É evidente a desigualdade de oportunidades educacionais no Brasil e isso pode ser observado, por exemplo, na existência do sistema de cotas. Assim, é fundamental discutir sobre esse problema.

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema ‘‘Desigualdade de oportunidades educacionais no Brasil’’, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. Não se esqueça: seu texto deve ter mais de 7 (sete) linhas e, no máximo, 30 linhas.

TEXTO I

A decisão de voltar a estudar não é fácil. A bagagem de frustrações,
medos  e inseguranças junta-se à dificuldade em conciliar a rotina familiar com o trabalho e o estudo. Mas vergonha ainda é o sentimento mais recorrente de quem volta a estudar, após a idade escolar. “Essa volta foi muito dolorosa.
Imagina ter 21 anos e entrar para a 2ª série (do Fundamental). O primeiro
dia foi vergonhoso. No segundo, tomei como lição que eu tinha acabado de ultrapassar uma barreira muito grande, a da vergonha”, comenta Maycon Pereira, que está terminando o Ensino Médio.

Disponível em: https://novaescola.org.br

TEXTO II

Disponível em: https://g1.globo.com

TEXTO III

Elpídio abandonou a escola em 1964, aos 16 anos. Na época, fazia o quinto
ano do ensino fundamental. “Tive que largar os estudos para trabalhar,
porque meus pais ficaram doentes e eu precisava ajudar em casa”. Quase
cinco décadas depois, o idoso se aposentou e decidiu retomar os estudos.
O principal motivo que o levou a voltar às salas de aula, conta, foram
comentários que ouviu durante a vida. “Muitas pessoas falavam que eu era analfabeto e isso me deixava encabulado”.

Disponível em: https://www.bbc.com

TEXTO IV

Quando olhamos para a história da educação brasileira, vemos que ela
sempre foi marcada por fortes desigualdades: ora pelo não acesso ao sistema escolar, ora pela exclusão dentro do próprio sistema ou, ainda, pelo acesso a padrões diferentes de qualidade educacional. Os efeitos desse quadro de exclusão são perversos. Durante muitos anos, aqueles que não tinham acesso ao sistema educacional e eram analfabetos não tinham o direito de votar. Hoje em dia o não acesso à educação de qualidade pode ser empecilho para o exercício
efetivo da cidadania e para a inserção adequada no mercado de trabalho. Além disso, as desigualdades educacionais podem contribuir para o aumento das desigualdades econômicas.

Disponível em:http://econoeduc.com.br

Não perca nada!

Insira seu e-mail no campo abaixo para receber conteúdos e dicas da redação do ENEM direto na sua caixa de mensagens. Não se preocupe, não fazemos spam!

Ainda dá tempo de se preparar para o ENEM!

Receba correções detalhadas da sua redação, estude com nosso curso exclusivo, acesse temas quentes (apostas para o ENEM 2020) e muito mais